Últimas Imagens

terça-feira, 28 de agosto de 2018

VI GIRATA D'INVERNO - GUARAREMA

No domingo de 22 de Julho a cidade de Guararema foi invadida por um maravilhoso enxame dois-tempista. Essa foi a VI Girata D'Inverno, o giro da categoria pelas cidades da Grande São Paulo. E dessa vez o destino eleito foi esse, com parada definitiva na histórica Estação de Trem de Luis Carlos, distrito da cidade. O evento foi puxado pela SP e contou com a participação de 57 motonetas, entre Vespas e Lambrettas, de uma dúzia de cidades. 


Conforme anunciado, às 9h a concentração se formava num posto de combustível próximo à Ponte Aricanduva, na Marginal Tietê. Foram 45 minutos até ligarmos os motores para um dos mais prazerosos eventos de estrada já feito. Realizamos um breafing e partimos, tocando na faixa direita numa das mais belas formação de comboio realizadas. Uma pintura em movimento, como se vê no vídeo abaixo, no miolo do trajeto à 75 por hora. Conosco a galera do Vespa Clube Sorocaba, São Roque Vespa Clube e muitos scooteristas independentes e experientes.


Minutos depois Koré organizava a passagem pelo primeiro pedágio, com o grana recolhida dos participantes. Na estrada era como se o comboio tivesse treinamento semanal, ou seja, era um sinal da dianteira e já se via o movimento do grande rastro dos motorinos trocando de faixa. Foi uma baita viagem, redonda, perfeita. Quase chegando na saída da rodovia fizemos uma rápida parada num posto de combustível, daquelas "sem tirar o pé do chão", apenas para nos certificarmos de que ninguém havia ficado quebrado na estrada. Então tocamos no breve trecho (des)continuado da rodovia Carvalho Pinto até o estreito acesso à Guarema via rua (ou estrada) Nicola Capuci. Cuidando de todos e do todo, do trânsito, do fluxo, e evitando qualquer tipo de transtorno para os locais, tomamos de assalto o centro da simpática Guararema até o seu Mirante, um ponto turístico nas alturas, de onde se vê os limites urbanos e o glorioso verde pouco-a-pouco descolorido pelo selvagem avanço dos empreendimentos imobiliários. Era meio-dia, e lá perto das nuvens aguardamos por meia-hora a chegada da meia-dúzia que ficou na escalada por conta de uma Vespa de Sorocaba que tossia pelo Dellorto. A Free Willy estava junto com o carro rebocador, o Seu Artur também, de caminhonete, e braços não faltaram para ajudar no peso da moto. Pelo Mirante nos aguardava os amigos da região, de São José dos Campos, de Jacareí, da redondeza, gente boa que outrora foi braço direito da SP no Vale. Bem, na real até hoje são, para sempre! E quanta saudade o Walter Vespaparazzi nos faz, e nessa boa hora não deve haver bom coração que não sinta a falta da sua alegria contagiante.














Antes das 13h já chegávamos à colorida Estação de Luis Carlos com seu conjunto arquitetônico centenário preservado e respeitosamente mantido. Por lá as máquinas ainda operam, seja com o passeio da Maria Fumaça ou ainda com o transporte regional de cargas. Reunimos então quase todo o grupo para a foto oficial e um briefing sobre horário de volta e almoço. Da nossa parte estava combinado com o restaurante Seu Jorge dois pratos promocionais e as reservas das mesas. Uma crew ou outra resolveu se alimentar em outro ponto, e ficou tudo certo. O importante é estar. E foi fantástico, com a cara do nosso inverno moderno: seco e com sol tímido dando vista nas frestas do céu nublado. Ainda rolou uma simpática matéria da gente para o canal 100 Fronteiras, essa abaixo.


Pelas 15h30 nos reunimos para a volta, daquelas que começam travadas, lentas, leves, risonhas e pacientes, e que ao tomar a auto-pista acelera e deita o cabelo. Mas rendeu, uma vez que retomamos a estrada a coisa fluiu, dos pedágios à breve parada para reboque do Druck com sua Super há horas num posto perto da capital.




Fechamos aqui com um enorme agradecimento a todos os presentes nessa VI Girata D'Inverno. Devido ao atraso de mais de dois meses nas atualizações desse blog, muita informação, até mesmo as imprescindíveis, são esquecidas no ato da escrita, então por isso optamos por não citar nomes, a fim de evitarmos qualquer injustiça. Muito obrigado à Free Willy pelo apoio todo, aos que ajudaram uns aos outros no comboio, no braçal ou na mecânica, e na divulgação prévia do evento. Que seja sempre assim.

Fotos, vídeo e relato por Fidelis.

Nenhum comentário: