Últimas Imagens

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

DELLORTOS na SP

O sábado de 18 de Agosto foi um marco entre alguns aqui. Aconteceu na Sede da SP a estréia do power-trio Dellortos, banda paulistana de "punk-mod-garage-2strokism" formada por Gabriel Forte na bateria, Ado Moraes do baixo e Marcio Fidelis na guitarra e voz, tocando temas das nossas vidas na cidade grande e nas estradas. 


A festa contou com a discotecagem de Gabriel Corazzin, Jun Santos e Nei Tralha, pisando nos anos 60 e 70 com muita propriedade. Na cozinha Yumi Yumi Goodies outra vez fazendo as delícias. A gente só tem a agradecer a todos os participantes disso, foi fantástico! No vídeo a banda tocando seu tema "1.23 / 1.234". Contato para shows: 11 95497-8344.


Vídeo por Tuca / Foto não sabemos.

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

DELLORTOS NA SP

O sábado de 18 de Agosto foi bastante especial para muitos de nós, sobretudo para dois membros da casa, que diante dessa vista da arte abaixo deu início a um projeto musical um pouco diferente.


Trata-se dos Dellortos, um trio que toca punk rock na linhagem do anos 70, com influências diversas do garage-punk 60 e do punk brasileiro dos 80, além da influência maior que é a própria vida, essa baseada em muito sangue no olho diário no trânsito de São Paulo, pisando nos campinhos de várzea da zona leste e nas rodovias dessa América do Sul. Nas pick-ups os DJ's Corazzin, Jun Santos e Nei Tralha tocaram aquele som das raízes da nossa formação, e aí é papo pra perder de vista. A Yumi Yumi Goodies mais uma vez acertou a mão nos doces e salgados. A arte acima foi feita pelo mestre Leonardo Russo, e que muito nos honra. Em breve notícias desse dia... 

AUTORAMAS + DINAMITE COMBO

O que dizer da noite de 11 de Agosto em nossa Sede? É maravilhoso abrir as portas da casa para tanta gente boa, tanta banda boa. 



Nesse sábado a SP amanheceu com os colchões dos músicos curitibanos espalhados pelos quartos. O Dinamite Combo já estava na área, e realizaria mais tarde um dos shows mais legais que já rolou na SP, na opinião staff. E na ponta da lança os super-quilometrados do rock independente, Autoramas, quarteto que completa 20 anos de estradas, e que fez um rock de altíssima categoria. Nas pick-ups o Kadu Toschi (Maison Tobias), quem nos cedeu as próprias, trazendo muitos discos, e tocou de brasilidades ao pop 80, divertindo a roda até altas horas. Também o amigo de muitos aqui e de longa data, Gregor Izidro, que assina a sua discotecagem como Mongobeat, e toca compactos de música brasileira obscura dos anos 60 e 70, e muito garage-punk. 



A festa abriu com Mongobeat no som e Yumi Yumi Goodies trazendo as delícias. (E a criativa bolachinha da vez foi a pista de autorama). Nas geladeiras tudo em ordem e pela casa a equipe a postos. Aos poucos chegavam as visitas. Com imprevistos abrimos a casa às 18h. Devido à transmissão ao vivo que os Autoramas fariam, e ao complexo palco multi-instrumentado da banda, optamos em fazê-los primeiro, mas no horário de sempre, ou seja, eles tocaram às 20h50, e fizeram uma baita apresentação, transmitida ao vivo pela página da banda (e acima um belo trabalho filmado pela Casanova Produções). Já falei que foi um baita show? O Dinamite Combo então entrou em cena às 22h10, para fazer os sapatos deslizarem e os cabelos voarem no salão, numa das mais contagiantes apresentações, tocando o que sabem fazer como ninguém: soul e funk music, a verdadeira! Fiquem abaixo com um trecho deles tocando Sam & Dave. A todos os envolvidos o nosso muitíssimo obrigado.



Foto 1 por Murilo Ribeiro
Foto 2, vídeo Dinamite e texto por Fidelis.
Vídeo Autoramas por Casanova Produções

terça-feira, 28 de agosto de 2018

AUTORAMAS + DINAMITE COMBO

No sábado de 11 de Agosto a Scooteria Paulista abriu as portas da Sede para uma noite muitíssimo especial com dois nomes de peso em suas respectivas cenas: Autoramas e Dinamite Combo. A primeira foi formada em Brasília há vinte anos e atualmente reside próximo à capital paulista - falamos da nova formação da banda, sempre contando com o seu frontman Gabriel Thomás. A segunda é um sexteto de música negra, digamos, de Soul e Funk Music, ao estilo daquela velha guarda da virada nos anos 60 para o 70. Nas pick-ups contamos com a discotecagem e apoio técnico de Kadu T (Maison Tobias) e Mongobeat. E na cozinha mais uma vez a Yumi Yumi Goodies fazendo seus doces e salgados deliciosos. Abaixo o cartaz do evento, feito pelo nosso vice-presidente Leonardo Russo, o monstro! 

VI GIRATA D'INVERNO - GUARAREMA

No domingo de 22 de Julho a cidade de Guararema foi invadida por um maravilhoso enxame dois-tempista. Essa foi a VI Girata D'Inverno, o giro da categoria pelas cidades da Grande São Paulo. E dessa vez o destino eleito foi esse, com parada definitiva na histórica Estação de Trem de Luis Carlos, distrito da cidade. O evento foi puxado pela SP e contou com a participação de 57 motonetas, entre Vespas e Lambrettas, de uma dúzia de cidades. 


Conforme anunciado, às 9h a concentração se formava num posto de combustível próximo à Ponte Aricanduva, na Marginal Tietê. Foram 45 minutos até ligarmos os motores para um dos mais prazerosos eventos de estrada já feito. Realizamos um breafing e partimos, tocando na faixa direita numa das mais belas formação de comboio realizadas. Uma pintura em movimento, como se vê no vídeo abaixo, no miolo do trajeto à 75 por hora. Conosco a galera do Vespa Clube Sorocaba, São Roque Vespa Clube e muitos scooteristas independentes e experientes.


Minutos depois Koré organizava a passagem pelo primeiro pedágio, com o grana recolhida dos participantes. Na estrada era como se o comboio tivesse treinamento semanal, ou seja, era um sinal da dianteira e já se via o movimento do grande rastro dos motorinos trocando de faixa. Foi uma baita viagem, redonda, perfeita. Quase chegando na saída da rodovia fizemos uma rápida parada num posto de combustível, daquelas "sem tirar o pé do chão", apenas para nos certificarmos de que ninguém havia ficado quebrado na estrada. Então tocamos no breve trecho (des)continuado da rodovia Carvalho Pinto até o estreito acesso à Guarema via rua (ou estrada) Nicola Capuci. Cuidando de todos e do todo, do trânsito, do fluxo, e evitando qualquer tipo de transtorno para os locais, tomamos de assalto o centro da simpática Guararema até o seu Mirante, um ponto turístico nas alturas, de onde se vê os limites urbanos e o glorioso verde pouco-a-pouco descolorido pelo selvagem avanço dos empreendimentos imobiliários. Era meio-dia, e lá perto das nuvens aguardamos por meia-hora a chegada da meia-dúzia que ficou na escalada por conta de uma Vespa de Sorocaba que tossia pelo Dellorto. A Free Willy estava junto com o carro rebocador, o Seu Artur também, de caminhonete, e braços não faltaram para ajudar no peso da moto. Pelo Mirante nos aguardava os amigos da região, de São José dos Campos, de Jacareí, da redondeza, gente boa que outrora foi braço direito da SP no Vale. Bem, na real até hoje são, para sempre! E quanta saudade o Walter Vespaparazzi nos faz, e nessa boa hora não deve haver bom coração que não sinta a falta da sua alegria contagiante.














Antes das 13h já chegávamos à colorida Estação de Luis Carlos com seu conjunto arquitetônico centenário preservado e respeitosamente mantido. Por lá as máquinas ainda operam, seja com o passeio da Maria Fumaça ou ainda com o transporte regional de cargas. Reunimos então quase todo o grupo para a foto oficial e um briefing sobre horário de volta e almoço. Da nossa parte estava combinado com o restaurante Seu Jorge dois pratos promocionais e as reservas das mesas. Uma crew ou outra resolveu se alimentar em outro ponto, e ficou tudo certo. O importante é estar. E foi fantástico, com a cara do nosso inverno moderno: seco e com sol tímido dando vista nas frestas do céu nublado. Ainda rolou uma simpática matéria da gente para o canal 100 Fronteiras, essa abaixo.


Pelas 15h30 nos reunimos para a volta, daquelas que começam travadas, lentas, leves, risonhas e pacientes, e que ao tomar a auto-pista acelera e deita o cabelo. Mas rendeu, uma vez que retomamos a estrada a coisa fluiu, dos pedágios à breve parada para reboque do Druck com sua Super há horas num posto perto da capital.




Fechamos aqui com um enorme agradecimento a todos os presentes nessa VI Girata D'Inverno. Devido ao atraso de mais de dois meses nas atualizações desse blog, muita informação, até mesmo as imprescindíveis, são esquecidas no ato da escrita, então por isso optamos por não citar nomes, a fim de evitarmos qualquer injustiça. Muito obrigado à Free Willy pelo apoio todo, aos que ajudaram uns aos outros no comboio, no braçal ou na mecânica, e na divulgação prévia do evento. Que seja sempre assim.

Fotos, vídeo e relato por Fidelis.

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

VI GIRATA D'INVERNO - GUARAREMA

No domingo de 22 de julho aconteceu a sexta edição do giro de inverno pelas cidades da Grande São Paulo, a nossa GIRATA. E o desticno da vez foi o município de Guararema, precisamente a histórica Estação Ferroviária de Luís Carlos. (Compartilharemos o assunto nas próximas horas. Aos poucos vamos atualizando o nosso blog).


Conforme divulgado nas redes sociais e linhas diretas, a Concentração aconteceu às 9h num posto de combustível da Maginal Tietê. Já a concentração em Guararema se passou entre 11h30 e 12h30 no Mirante da cidade, tendo como destino final a simpática e histórica Estação de Trem de São Luis.

Arte por Leonardo Russo

OS BREGAPUNKS NA SP

O sábado de 14 de Julho foi um opuco diferente na SP. A gente convidou a banda Os Bregapunks, liderada pelo Miro de Melo (do 365 e Lixomania), para um show pra gente, visando trazer para a velha-guarda scooterista um pouco das lembranças da juventude.


A maior parte do repertório dos Bregapunks é composto por sucessos da Jovem Guarda interpretados em versão distorcida e pegada, como o próprio nome sugere. A velha guarda cantou junto a jovem guarda versão old. Capicce? Uma festa bastante divertida onde os DJ's Koré e Renato Andrade (Radio Antena Zero) se superaram na execução de clássicos punk e psycho do final dos anos 70 e 80. Teve os salgados e doces da Yumi Yumi Goodies, brejas diferentes, visitantes que vão se tornando amigos de fato e aquela simpatia da casa.

OS BREGAPUNKS NA SP

No sábado do miolo de julho a gente abriu as portas para uma parada diferente: Os Bregapunks, punks das antigas, da formação e da segunda fase da cena brasileira, liderados pelo Miró de Melo (365), tocando clássicos da Jovem Guarda numa roupagem distorcida e pegada. Nas pick-ups os DJ's Koré e Renato Andrade comandaram a ambiência e a dançaria. Fica aqui o registro dessa arte maravilhosa feito pelo nosso vice-presidente Leonardo Russo.

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

DESAFIO DE MOTONETAS - RESISTÊNCIA 4 HORAS - ARARAQUARA

As legendas dizem tudo. Há uns anos a Scooteria Paulista não têm participado ativamente dos Desafios de Motonetas, apesar de apoiarmos e admirarmos a categoria. Fica então o registro da arte feita pelo nosso vice-presidente Leonardo Russo ao evento organizado pelo Motonetas Clássicas Campinas e Região.


III SÃO PEDRO LAMBRETEIRO

Julho abriu com um encontro diferente dos padrões dos clubes em geral, o São Pedro Lambreteiro, realizado pelo grupo Motonetas Clássicas Campinas e Região anualmente na cidade que leva o nome do santo. E mais uma vez estivemos lá, curtindo a viagem e a companhia geral. Abaixo uma breve narrativa.


Domingo de frio e Anhanguera nublada, estávamos em quatro Vespas a caminho do posto de combustível indicado pela organização, na Bandeirantes, entre Campinas e Paulínia. Os meliantes da SP presentes no evento foram Diogo Reis, Koré, Fidelis, Rafael Piera, nós de Vespa, mais o Reginaldo e a Rose de carro. Vinte motonetas se reuniu por lá, e num comboio de tocada forte seguimos até Águas de São Pedro, quando a viagem se torna passeio. Cruzamos Piracicaba, com uma breve parada para combustível e tocamos para São Pedro, ao lado de membros do Vespa Clube Sorocaba, São Roque Vespa Clube, Vespas na Estrada, e dos organizadores Motonetas Clássicas Campinas. Na cidade nos demoramos por uma hora na praça central da igreja matriz, onde acontecia um evento popular com música caipira, muita comida e muita gente feliz da região que aos domingos visita a cidade do padroeiro. Houve algum furo de pneu, alguma regulagem a mais em moto, mas nada que não fosse resolvido no ato.


Por volta das 13h tocamos, em comboios separados, até o Morro da Asadelta, por uma tortuosa estrada de terra e pedra de quatro quilômetros, de onde em seu fim se vê um imenso campado verde e ao longe as cidades de São Pedro e Piracicaba, cidade que fez parte do trajeto da viagem. Nas alturas rolou um divertido piquenique, com leitoa, doces, comidas de casa, algumas latas geladas e um frio de sol maravilhoso. O terreno fica à beira de um penhasco e pertence à uma escola de asadelta, tendo suas principais atividades aos finais de semana, como foi, enquanto estávamos por lá. 












Por volta das 16h armamos acampamento e iniciamos a volta da SP pra casa, com Animal Taylor e sua namorada no grupo da volta. E foi uma volta excelente, no ritmo que tem que ser, a 90km/h até o tanque secar. Piera seguiu para Itatiba enquanto a gente chegava em casa pelas 21h com as baterias mentais renovadas. Pouca coisa é tão libertadora quanto passar um dia na estrada, sozinho ou acompanhado. Não só pelo isolamento, como também pelo vento, que como um sopro nos limpa por dentro. E é isso, com dois meses de atraso e muitos esquecimentos fica aqui um ligeiro registro desse glorioso momento. Obrigado aos envolvidos. 


Texto e imagens por Fidelis.

III SÃO PEDRO LAMBRETEIRO

Julho abriu com a terceira edição desse pitoresco evento promovido pelo Motonetas Clássicas Campinas. A programação foi toda divulgada vias redes sociais em tempo, cabendo nesse post tardio os créditos da arte ao nosso vice-presidente Leonardo Russo.


segunda-feira, 20 de agosto de 2018

FACÇÃO OPPOSTA na SP

Grande noite Oi! com discotecagem mezzo punk mezzo funk velho com o apoio e discotecagem do Kadu Toschi, promotor da festa Maison Tobias, Phil Templar, que é o baterista da banda The Templars (Nova Iorque) e DJ e ávido colecionador de música jamaicana antiga, além de membro-fundador da crew Legio SPQR, além do prato principal, a banda Oi portuguesa Facção Opposta, que toca no vídeo. A festa contou com a cozinha de Yumi Yumi Goodies e Cruelty Free, e com os stands da The Firm Records e da Red Tape Shirts. Mais uma grande noite internacional na SP, com agradecimentos especiais à Sete Produções.