Últimas Imagens

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

RETROSPECTIVA 2014

Definitivamente 2014 foi um ano intenso, produtivo, internacionalista; porém nunca fomos tão caseiros quanto nesse. Concordamos em arrumar a casa primeiro, para as visitas inclusive. Focamos na capital, nas obras da Sede, na Mostra no Museu, na recepção aos turistas e aventureiros do ano da Copa, nos encontros que organizamos já a algum tempo. Sem pressa reintegramos velhos camaradas e nos dedicamos um pouco mais ao campo da música, até porque esse clube tem a sua essência nela. Os eventos estavam lotados, as motonetas por toda parte. Destacamos aqui alguns dos principais acontecimentos


VERÃO

DIDIER WORLDTOUR (FRANÇA)- A bordo de uma Star 4 da LML o francês de Saint-Émilion chegava em nossa Sede para viver seus mais loucos dias na América do Sul. Foram 10 dias conosco, em São Paulo, em Santos, Guarujá e Cotia. Conheceu a zona leste, saiu em jornal impresso, viu black-blocks quebrando a Roosevelt, as primas da Augusta, entrou na Sede da Mancha, pulou carnaval, e caiu na real que a sua motoneta não estava era com nada. (Vale lembrar que o apoio da Free Willy foi fundamental para a sua viagem rumo ao sul). Passou dez loucos dias conosco. Depois rodou mais dois mil kms e a moto morreu de vez. Durante o ano realizou outras pela Ásia, e hoje vive na Tailândia. Recentemente escreveu essas linhas: "Hi Guys when you meet the Scooteria Paulista fun team, you never forget the good time you spend together, fantastique ambiance and warm and friendly atmosphere. Happy Christmas and New Year to all of you. Big Hugs, Grosses Bises". 

VI SÃO ANIVESPAULO - 50 Anos do Golpe de 64 - Um grande encontro, as ruas de São Paulo tomadas. Da zona sul à norte, com motonetas de um monte de cidades de longe, a começar por Saint-Émilion, do sul da França (Didier e sua St4r). O evento por fim foi sediado na Piazza Zini, um cantinho italiano do bairro do Limão, e ali passamos uma tarde completa, do sol à chuva, encerrando as atividades com um show dos lendários Gasolines (surf music instrumental). Foi bárbaro!! 

FRANCISCO SEPÚLVEDA & IVANA em TRAVESÍA VESPA (EQUADOR) - A bordo de uma Vespa PX150 e na companhia da nova namorada argentina o médico equatoriano Francisco Sepúlveda, passou duas semanas conosco em casa. Conheceu bem a capital, São Roque, São Sebastião e outras tantas pelo Estado. Participou do encontro do Vespa Club São Roque, e do Acampamento de Verão que puxamos pro litoral norte. Sem esquecer do imenso apoio da Free Willy, e do Animal Taylor (Motonetas Clássicas Campinas). O casal já completou sua viagem e hoje está de férias na Espanha. Um filme sobre paixão, Vespas e América do Sul.

ACAMPAMENTO DE VERÃO - Da viagem na chuva ao sol de Cambury, em São Sebastião, a saga foi incrível. Dois dias de estradas, festividades, praia e histórias inéditas em rodovia, com a ilustre presença dos aventureiros Francisco Sepúlveda (Equador) e Ivana (Argentina). Quando uma dúzia faz um weekend inesquecível. 

FALECIMENTO DO "CIENTISTA" ADRIANO LEMOS - A grande dor do ano, o nosso amigo scooterboy partiu dessa para uma outra. Foi as águas de março. Nos últimos tempos não estava bem. Havia deixado a oficina, se afastado dos passeios, tendo aparecido no VI São Anivespaulo chateado com a engenhoca que botou fogo no motor da M4 a caminho do evento. Adriano era também artista plástico, de senso estético aguçado. Seus cinco anos de trabalhos em lataria nos ensinaram que personalidade é preciso, (e viver não foi preciso). Foi sepultado na Vila Formosa, era tarde de garoa e frio, do mais triste cortejo dois-tempista que vivemos.

OUTONO
LANÇAMENTO ALMANAQUE MOTORINO #3 - Com feijoada, chorinho e o contry do conjunto Brazilian Cajuns no Bar do Jorge, esse pareceu ter sido até agora o mais divertido programa literário da "editora", trazendo amigos de longínquas cidades do Estado até o bairro da Mooca.

V ENCONTRO NACIONAL - POÇOS DE CALDAS, MG - Abrimos as atividades de maio na estrada, a caminho do sul mineiro pela quarta vez, agora por rotas diferentes. Um encontro de alta qualidade organizado pelo Poços Scooter Club; vivemos um momento incrível de comunhão inter-clubes, com estrutura de exposição, música, feira, gastronomia, passeios, zona rural, kartódromo, cristaleria. Era imperdível, fomos em doze, chegando por todas as estradas, com o Oskarface em seu melhor show, e quase todos visitantes em comunhão com a cena nacional.

ROY ELLIS EM SÃO PAULO - Para quem gosta de música jamaicana e scooterismo inglês esse foi um dia histórico. Entramos no apoio ao evento, capitaneado pela Move on Sounds, que levou nossas motonetas até o Mr.Symarip. Bença Boss.

HERNÁN E O VESPA CLUB CÓRDOBA (ARGENTINA) - De férias lá partiu ele para mais um encontro internacional da categoria., dessa vez em país-natal. Chegou de carro e foi recebido pelo Vespa Club Córdoba, que o levou para um passeio incrível em Vespas, para o Malta Bar e o encontro com o amigo Nano Aliaga.

MOSTRA: VESPA, UM ÍCONE ITALIANO - Foi uma exposição de dois meses que aconteceu no Museu da Casa Brasileira, um dos mais importantes da cidade. Na ponta o Istitutto Italiano di Cultura e suas atividades com foco na Copa. Por trás a Fondazione Piaggio, e a Scooteria Paulista de consiglieri, cedendo motonetas da frota e materiais de consulta e exposição ao IED, e abrindo o evento com dezenas de pilotos da vida real. Foram dois meses de exposição, 18500 visitantes, milhares de catálogos distribuídos. A Vespa é Pop. Presença dos colombianos do Tuk Tuk.

DE CABO A RABO (COLÔMBIA) - Sebastian, Esteban (Milena) e a cadelinha argentina Maracanã decidiram parar em São Paulo depois de um ano pelas estradas da América do Sul num Tuk Tuk Bajaj, tendo vindo da Patagônia para ver a pátria jogar nos telões das Fun Fests. Foram três semanas em casa, apertados em meio as obras. Hoje o Tuk Tuk está estacionado na Bahia, aonde um dos dois decidiu morar. Os outros voltaram para a Colombia. Probabilidades da tour prosseguir com novos membros a partir de janeiro.

VESPAROLLIANDO EL SUR (COLÔMBIA) - Elizabeth Benítez é a primeira aventureira internacional desse calibre a que se tem notícia em toda a América. A bordo de uma Star 4 LML ela saiu de Medellín e deu uma volta na América do Sul, parando por aqui, e indo e vindo, em meio às obras, à Copa, aos problemas com sua motoneta, com suporte e apoio da Free Willy, da SP, e Motonetas Clássicas Campinas. Viajou pra Paulínia, depois pra Jundiaí, esteve na re-inauguraçao da nossa Sede depois da Copa. Seu espírito livre e espontâneo é o de uma típica paisa de Medellín. Aliás, a pouco ela chegou em casa.

A BRAZIL EN VESPA (ARGENTINA/URUGUAY) - O argentino Ariel Molfino, dos Scooteristas Marginales, a bordo de sua Vespa VB1 1957 subiu num par de aro 8 de Punta Del Diablo (Uruguay) até a SP, deixando saudades em todas as partes: São Paulo, Santos, Jacareí. Com assistência da Free Willy em São Paulo e do Empório Motoneta em Santos.

GIRO AO PICO DO JARAGUÁ - Meio que espontaneamente no Grupo virtual foi nascendo essa idéia de um giro seguido da visitação à Mostra Vespa Um Ícone Italiano. Puxada pelo Motonetas Clássicas Campinas o encontro deu muito certo e reuniu como que quarenta dois-tempistas.

SCOOTER FOR GOALPOSTS (INGLATERRA) - Chris Hallett, de Londres, a bordo de uma Vespa GT350 com sidecar partiu para o mundo atrás do sonho do taça. Entre um jogo e outro Chris comparteceu para um fim de semana divertido conosco, entre São Paulo e Paulínia, tendo acompanhado um legítimo Desafio de Motonetas brasileiro, e me honrado (a mim, Fidelis) com a carona no seu sidecar até lá. Hoje está em casa, organizando os registros dos vinte e tantos países pelo qual passou. Pediu nosso endereço, vamos ver o que vem por aqui.

INVERNO
DESAFIO DE MOTONETAS - Acontecimento especial de dois anos das corridas amadoras de Vespas e Lambrettas organizado pelo Motonetas Clássicas Campinas e amigos no Kartódromo de Paulínia. Presença do britânico Chris Hallet em sua Vespa GTS e da colombiana Elizabeth Benítez na St4r.

II GIRATA D'INVERNO - (A original) Nesse 9 de Julho levamos a Girata para Embú das Artes, numa frota de quarenta e tantas motonetas pela Regis Bittencourt. Um marco nas formações de comboio rodoviário. Que pintura! Presença do argentino Ariel Molfino em sua VB1 e da colombiana Mayra Garcia.

XI ENCONTRO DE LAMBRETTAS E VESPAS DE JUNDIAÍ - O mais tradicional encontro da classe no Brasil recebeu mais de setenta motonetas, além de motos e outros veículos. Organizado pelo Clube da Lambretta de Jundiaí, nessa edição esteve presente a colombiana Elizabeth Benítez com sua St4r.

MODS vs ROCKERS (COLÔMBIA) - O primeiro evento oficial dessa categoria com foco principal nos veículos em toda a América Latina aconteceu longe de casa. E para lá nós fomos: Fabio Much e Marcio Fidelis, de avião, com casa e Vespa reservada pelo Vespa Club Bogotá. Um grande encontro organizado pela Triumph, com viagem em comboio, música, exposição, stands, corrida de motonetas, provas de arrancada e clubes de Bogotá e Medellín.

BOGOTÁ SCOOTERFEST (COLÔMBIA) - O primeiro evento "50% motoneta 50% música" do país foi um legado da Scooteria Paulista para os bogotanos - como descreveram eles-, quando a campanha, sob os cuidados do Mi Corazón Late en 2 Tiempos, reuniu 50 motonetas dos grupos Vespa Club Bogotá, Moonstomp Riders, Mottoretos D.C. e Vespañééé Club, numa tarde histórica com DJ's, stands, sorteios e giro noturno.

PRIMAVERA
DESAFIO DE MOTONETAS -Um fim de semana divertido no Kartódromo de Araraquara aonde se reuniu calouros e veteranos na pista de corrida, numa dobradinha entre o Motonetas Clássicas Campinas e Os Intocáveis, da cidade. 

V RADUNO DA PRIMAVERA - Considerado pelos experientes estradeiros como o "melhor Raduno de todos", foram dois dias de estrada, amigos, mar, música, bar, e cerca de 50 motonetas no evento. Mais uma vez entre Santos e Guarujá, agora com show especial da cantora canadense Jenny Woo. Destaque para a formação de comboio. Outra pintura!

VESPARICANA (ALEMANHA / TRÊS AMÉRICAS) - Em novembro recebemos o alemão Alexander Eisheid e sua Vespa PX125. Foram dez dias conosco, entre São Paulo, ABC, Santos e Mairiporã. Alex marcou história no clube deixando um legado carpinteiro em nossa Sede. Nesse momento está em Punta del Diablo no Hostel do Ariel Molfino.

FIM DE ANO DA FREE WILLY - Passeio dos clientes e amigos da loja até a cidade de Mairiporã. Reuniu-se mais de trinta Vespas rumo a um tradicional restaurante e centro cultural à moda antiga. Presença do alemão Alexander Eisheid e sua PX125.

DIA DEL SCOOTER CLÁSICO VI (ARGENTINA) - É a terceira vez que visitamos esse encontro, e foi a primeira que aconteceu fora da capital. Organizado pela Red de Vespistas Argentinos, o DSC dessa vez migrou para Arrecifes. Fabio Much e Gabriel Vesparock tomaram o vôo até lá, e tiveram do clube organizador duas Vespas para a viagem e giros locais. Foi um encontro emocionante, com direito à homenagem em forma de camiseta. E "Two Tone" tem 2T's.

PARQUE DA MOOCA - Em todo o terceiro domingo do mês acontece um tradicional encontro de autos antigos promovido pela A.P.V.A.E.S.P. Em quase todos comparecemos.


Findamos o ano cansados, até mesmo no vermelho. E valeu cada momento, cada dia, debate e suor. Temos muito carinho pelo que fazemos, é tudo coração. Trabalhamos todos os dias na SP, nos detalhes, na informação, e perdidamente resistimos, expandindo quando dá; e sempre, sempre da maneira mais independente possível, como quando nascemos em 2010. Podemos parecer qualquer coisa de bom ou ruim para quem está de fora, mas você pode ter certeza de que somos bem reais, brutos, tradicionais, mas somos aqueles por quem procurávamos. Estacionamos em 1998 (e até que fomos bem longe na Era do CDI). Agora é botar os pés pro alto e meditar um pouco. E porque não gostamos de rotina, pra variar 2015 vai ser bem diferente.

E outra vez o nosso muito obrigado a todos os leitores desse blog, scooteristas que rodaram conosco e participaram das chamadas, marcas e empreendedores que investiram e apoiaram os projetos, clubes parceiros e amigos que nos apoiaram, nos enchendo de moral até quando não merecíamos nada.

*A foto acima foi feita em um evento nosso; nem todos são membros, mas todos são amigos. Para saber quem somos.
*Não contamos como Calendário as reuniões semanais em nossa Sede, as recepções de gringos com objetivo unicamente turístico, os giros espontâneos, os shows de rock'n'roll, os bares, encontros casuais, e eventos com fundamento diplomático duvidoso.

Um comentário:

Anônimo disse...

Que ano amigos, muitas coisas. Eu fui na MOstra da Vespa duas vezes, voltei até pra conseguir o catálogo. Digamos que foi meu primeiro "passeio" com a Scooteria hahahahaha... Parabéns ao grupo maravilhoso. Sucesso em 2015.

PJ LAMMY