Últimas Imagens

domingo, 2 de junho de 2013

Da Expo em Águas de Lindóia

Feriado prolongado. Foram quatro dias de XVIII Encontro de Autos Antigos de Águas de Lindóia. Além dos carros, motos, bicicletas e antiguidades, as motonetas mais uma vez se espalharam pelo evento. A quatro edições atrás, no início da Scooteria Paulista, fiz uma convocação geral pra classe, mas ninguém se encorajou. Fui sozinho, rodando, e contei por lá uma dúzia de motonetas ao todo. Dessa vez (mais uma vez) foi diferente.


Ao contrário dos últimos três anos, neste fizemos uma chamada discreta, porque não tínhamos certeza de nada. Só falamos do sábado, e do Portal do evento. Em Águas de Lindóia temos o nosso espaço cativo, e dessa vez a organização (impecável) tomou o cuidado de armar uma tenda pra gente. Tudo supervisionado pelo Emerson Mestrinelli, que deixou sua PX200 lá por (quase) todos o tempo. Não levamos banner, nem adesivos, nem souvenires. Levamos nós, nossas motos e nossa boa vontade. Conosco, o Almanaque MOTORINO à venda. Encontrar os amigos foi a melhor parte. Deixo aqui o meu abraço pros dois-tempistas que chegaram junto na banca: Favero, Faverinho, Much, Assef, Jacque Pacheco (RS), Mestrinelli e Alessandra, Delacorte e Karla e família, Carradori, Sr.Paulinho, Marcelo, Marco Polo, Mattioli, Koré e Cris, Leo Russo e Claudia, Alvisi e Dani (MG), Nenê, André, Luis (PR) e a geral que encontrei em outros cantos do evento. E a lição de ontem foi que "tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas" (Saint-Exupéry).


(Bom, como dessa vez cada um se virou à sua maneira, deixo aqui registrado a maneira como a gente fez. Fidelis, Favero, Much, Faverinho, Assef e Jacque Pacheco nas pistas. Assef comprou duas barracas e sacos de dormir às pressas. E os irmãos Favero & Faverinho decidiram trocar a viagem de sábado cedo para esse tiro noturno. Na sexta a tarde retiramos da gráfica os MOTORINO's e acertamos na Free Willy os últimos detalhes nas motos. Saímos de São Paulo às 20h30 da sexta-feira pela Rod.Fernão Dias, para uma longa e fria viagem noturna em Vespas - PX200, Originale "200" e Super "200", das cidades de São Paulo, Guarulhos e Osasco, com a ilustre visitante gaúcha Jacque Pacheco pilotando nossas Vespas. Chegamos em Águas de Lindóia à 00h30 e procuramos pelas redondezas algum lugar seguro para pernoite gratuita: um gramado. Encontramos um à margem do evento, e por lá armamos as nossas barracas, ao lado de uma turma de Minas. No dia seguinte trocamos o 'pneu mucho do Much' - emprestada do Isbú -, e descemos pro Portal. 


Visita e giro rodoviário com a gaúcha Jacqueline Pacheco

Ficou combinado que as 14h estaríamos a postos para a volta, pois no fim de tarde aconteceria a festa de aniversário do Much e da Ane Dolçan. Favero, Faverinho e eu vendemos fanzines, conhecemos as pessoas certas e encontramos alguns colegas na multidão. Com um aperto no coração, de ter tão pouco tempo com os camaradas, saímos em disparada rumo à capital. Much já tinha partido antes para preparar a festa. A volta foi tão perfeita quanto a de ida, e três horas depois já estávamos na big city. O comboio percorreu 360 quilômetros nesse domingo, num total de 7 horas de viagem. E são esses os primeiros movimentos de uma nova fase: The Return of the Living Dead).




TEXTO: Fidelis + FOTOS: 1-Fabinho; 2-Delacorte; 3-Fidelis; 4-Much; 5,7-Karla; 6-Jacque


A Rádio Motoneta toca:
 Dead Brothers: Death is Not The End

3 comentários:

Anônimo disse...

It's the best time to make some plans for the future and it is time to be happy. I have read this post and if I could I desire to suggest you some interesting things or tips. Perhaps you can write next articles referring to this article. I wish to read more things about it!

my website: book author

Leandro Chico disse...

Pena que cheguei tarde e fiquei pouco...Abraço as amigos !!!

Anônimo disse...

FOTOS FANTASTICAS CONTINEM FIRMES NESSA LONGA ESTRADA DA VIIIDAAA... E TO OUVINDO MUITO O CAVALO E A LAMBRETTA. A MINHA LAMBRETTA NAO PERDERIA PRO CAVALO NAO HAUAHUAHAUHAU

PJ LAMMY