Últimas Imagens

sexta-feira, 26 de abril de 2013

II Etapa do Desafio de Motonetas 2013


As corridas amadoras de Vespas e Lambrettas estão a mil pelo interior paulista. Pela primeira vez os Racers deixarão a manjedoura - o Kartódromo Internacional San Marino, de Paulínia - para bater biela em outra praça. A segunda etapa do ano acontecerá no Kartódromo de Araraquara, dessa vez organizado pelo Os Intocáveis, clube de antigos da cidade. Idealizado e difundido pelo Motonetas Clássicas Campinas, o evento é uma boa oportunidade de estar com os camaradas, independente da sua intenção de competir. 

Manah Moto Fox e Tatu Albertini pedem para que os competidores confirmem presença até o fim desse mês de abril, porque a inscrição será gratuíta, e haverá um almoço de cortesia para cada inscrito. As exigências dos fiscais é que os pilotos e equipes retirem os vidros das suas motonetas - espelhos, farol, etc -, que venham com capacetes fechados e macacão de corrida (ou roupa de couro com joelheiras, cotoveleiras etc...). Para ficar por dentro do assunto acesse a página do evento do Facebook: http://www.facebook.com/events/431856960232741/

PERNOITE
O evento terá início no domingo, 05 de Maio, às 9h da manhã, com voltas de reconhecimento, voltas classificatórias e então a largada. Para quem quiser adiantar o passo e chegar lá no sábado, a dica dos Intocáveis é o Hotel Uirapuru. Faça a sua reserva:

Av. Portugal, 156 Centro
Estacionamento, café da manhã reforçado, central.
Diária- solt. R$-57,00
cas. R$-92,00
Fones: 16-33321411 / 3324.2555

*Provavelmente haverá um grupo saindo da Capital e do Circuito das Frutas no sábado a tarde, dia 04. Entre em contato conosco ou com a turma através dos links acima no decorrer da semana para mais informações.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Algumas Considerações

Feliz aniversário para nós, que vivemos em Vespas e em Lambrettas, e que em prol delas cultivamos e nutrimos nosso grupo a cada dia. Nós que acreditamos na força das nossas motonetas, e elas, que até poucos anos atrás eram as sucatinha da família, e que hoje são as nossas menina dos olhos. Devo dizer, que apesar do resto, esses são os melhores anos da minha vida. De repente da sua também. Porque em Vespa ou em Lambretta, viver é um lazer. Durante todo esse domingo recebemos centenas e centenas de homenagens e manifestações da classe. Foi uma surpresa, foi a inspiração. Pela manhã os santistas Gustavo e Karla acordaram na Sede da SP e fizemos um giro de aro 10 preza no bairro. A parceirada das Lambrettas e das Vespas - todas rodoviárias - em quase dúzia presentes no Encontro de Antigos do Parque da Mooca abriram o outono de rolês. Amigos ligaram e enviaram mensagens pelo celular durante a tarde, e ao final do dia brindamos entre alguns da família. Além disso - olha que legal heim Rádio Motoneta! - ganhamos uma mesa de som Wattson de 4 canais, presente do Mestrinelli. Por e-mail, Twitter e Facebook chegavam mensagens de todo o nosso Estado, também do Paraná, do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro. Os gringos também se manifestaram, da Argentina, Uruguai, Colômbia, México, Itália, Espanha, Portugal, Inglaterra, Bélgica, Turquia, Áustria, Irlanda, Escócia e Indonésia. Essa good vibration da classe fechou o domingo com chave-de-ouro: nesse 21 de abril de 2013 a Scooteria Paulista passou para uma outra vida, uma outra dimensão. E nesse pregar do caixão da ideologia, o tocante foi chegar em casa e ler tão inspiradoras manifestações de vocês. Um enorme e gratificante abraço a cada um, scooterista, leitor, fotógrafo, clube, divulgador, mecânico, obreiro, importador, fabricante, restaurador, personalizador, artista gráfico, viajante, patrocinador, batedor, professor, apoio, carro de apoio e amigo. Nesse blog ainda falaremos da passagem de alguns gringos viajantes que estiveram conosco nos últimos meses, e daremos um giro de retrospectiva desses três anos de história, ou crônica de uma morte anunciada. Mas não pense que tudo acabou não. O melhor nem começou. Temos muito pneu para gastar, e horizontes a desbravar, e com tanque cheio e boa vontade nós vamos para qualquer lugar. Então... hasta la vista amigos!!

"So remember, out there somewhere you've got a friend, And you'll never walk alone again."
Cock Sparrer

"Em cada esquina um amigo, em cada rosto a igualdade / Grândola vila morena, terra da fraternidade"
Zeca Afonso


"Happy birthday to the best scooter club ever!! Hope the next year brings lots of rides and adventures!! :)" (Katrine Wallace - Mayday Scooter Club / Chicago - EUA)

"Parabéns! À presidência e a todos os integrantes deste grandioso clube" (Ophicina Clássicas / Porto Alegre, RS, Brasil).


"Um grande êxito construído com a iniciativa de verdadeiros scooteristas. Desejo vida longa ao grupo!!" (Leo Dueñas - Confraria Rio Vespa Club / RJ, Brasil)

"Desde Montevideo, Uruguay, vaya mi saludo a Scooteria, a la que aprendí a querer, entre tantos amigos brasileiros, através de Flavio Barbie, Fidelis, Fabio Much, Rosemeri... Por nombrar solos algunos... Solo me queda desear que las rutas nos encuentren en un gran abrazo de dos ruedas!! Mucha suerte!!!" (Pedro Colotuzzo - Los Antiguos Vespa Club Uruguay / Montevidéu - URU)

"E hoje é dia de aniversário da Scooteria Paulista. Muitos kms rodados antes e muito a rodar ainda. Apesar da sujeira no carburador e da vela encharcada, venho aqui fazer minha homenagem. Antes eu tinha um sonho em ter uma Lambretta, realizei. Depois fui conhecendo a S.P. por textos e vídeos, e percebi que a paixão pela Lambretta poderia ser algo bem além do que eu imaginava. Amigo Marcio Fidelis, não deixe que essa sujeira no carburador e essa vela encharcada cale esse motor para sempre. A Laís (minha filha) tá aqui e disse que o motor não deve parar." (Tatu Albertini - Motonetas Clássicas Campinas / SP, Brasil)

"Parabéns!!! A gente sabe que quem gosta do que faz só tem orgulho do resultado. Abraço a todos  os scooteristas por nós" (Stello e Cris - Herdeiros do Passado / Santa Maria, RS, Brasil)

"Parabéns! Tenho orgulho de ser amigo dessa turma tão legal que nos recepcionou muito bem no São Pão Paulo em Vespa e Lambretta. Abraços..." (Everton Dalzoto - Lambreteiros Tapejara / RS, Brasil)


"Parabéns Fidelis, seja feliz amigo. Parabéns para todos que 'compraram' esta idéia. Você é o caro que acendeu o estopim." (Maurício Casotti - Scooteria Paulista / São José dos Campos, SP, Brasil).


"Caro presidente Fidelis, em seu nome, quero aqui render minhas homenagens a todos os participantes e colegas da Scooteria Paulista nesta data em que se comemora os três aninhos bem vividos de existência (da familia Scooteria Paulista), e principalmente a você, um abnegado líder batalhador e idealista, com sua dedicação e afinco nesta causa de preservação das scooters no Brasil. Somente aguardando a passagem deste seu momento de reflexão para o retorno com força total e a idealização de novos eventos e passeios repletos de fumaça 2 Tempos." (Laercio Rodrigues - Scooteria Paulista / São Paulo, Brasil)

sábado, 20 de abril de 2013

Scooteria Paulista na Veja SP


Hoje, sábado, na véspera do aniversário de 3 anos da Scooteria Paulista, saiu na Revista VEJA São Paulo (Ano 46, #17) uma matéria sobre cultura Mod paulistana e a nossa contribuição nisso tudo. Pra quem não sabe, o movimento Mod foi uma revolução juvenil apolítica feita na Inglaterra no início dos anos 60, por jovens scooteristas perturbados da cabeça. É uma das principais referências para mim, Fidelis, e para muitos de nós, tanto em termos de música, como de atitude e expressão em motonetas. Na foto maior estão presentes, na Sede da SP, em São Paulo, os condutores Afonso Antunes, Daniel Isbú, Ane Dolçan, Tiago Braga, Fabio Much, Caetano Sevilla e Marcio Fidelis. A matéria fala também da banda Modulares, a mesma que tocou no SP Scooterfest #2 que promovemos na loja Caos, no ano passado, cujo líder, Jun Santos, é vespista de bons tempos em Dois Tempos. (Senti falta de alguns amigos e personagens da verdadeira cena Mod paulistana desse século, sobretudo dos parceiros da zona leste, e dos colegas da banda The Charts, que outrora citamos aqui no Blog . Mas aí estão os endereços e referências para quem quiser saber mais). A revista está nas bancas durante essa semana, anexada dentro da Veja de 24 de Abril de 2013.


Também no site da VEJA SP

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Baixando Marchas

Faz um mês e meio que reduzimos as atividades da casa. Fechamos a Sede, a Rádio e saímos pra tomar um ar. Foi preciso, é! Enquanto isso rolou dois encontros no interior paulista: O I Desafio de Motonetas (Temporada 2013), no Kartódromo de Paulínia - promovido pelo Motonetas Clássicas Campinas; e o II Passeio de Vespa e Lambretta em São Roque, organizado pelo clube local. No primeiro alguns raros 'integrantes' da SP estiveram presentes como espectadores, e no segundo estivemos em 17 motonetas, Vespas e Lambrettas. Além disso, na capital e em Jacareí nos empenhamos (e estamos nos empenhando, junto da parceira Free Willy) com o caso do colombiano Brandon Quintero e Rosa, que há pouco mais de dois meses aqui chegaram, rodando, em condições limites, e que necessitam retornar pra casa urgentemente. Mas a Scooteria Paulista, pela primeira vez em três anos, atravessa um período de isolamento, cumprindo o nosso papel de scooteristas e nada mais. Nos próximos dias o futuro da SP estará em debate. A questão aqui é: quando o scooterismo clássico sai do campo dos pilotos para o da política; quando quem fala demais anda de menos. Status x Essência.



ANTES FEITO QUE PERFEITO