Últimas Imagens

sábado, 28 de julho de 2012

Vespaparazzi e Os Aventureiros do Sul Mineiro

No final de junho três scooteristas do grupo encararam um tiro longo bastante ousado, rumo a um grande encontro nacional de motociclistas, na cidade de Tirantes (MG), evento esse que (assim como outros da categoria) permanece à parte do calendário oficial da Scooteria Paulista - visto que nunca o calendário scooterístico do Estado foi tão abastado quanto o desse ano, obrigando-nos a selecionar e focar os trabalhos e as recreações. E devido ao alto grau de coragem dos amigos, nada mais justo do compartilharmos com vocês a história desses bravos das motonetas paulistas. Seus nomes: Walter Vespaparazzi, Marcelo Canto e Eduardo Tiburtino. 


Da viagem de WALTER VESPAPARAZZI

Da cidade de Jacareí o amigo Walter Vespaparazzi - justificando a todo momento o seu troféu SP em 2T 2012 (categoria Lifestyle) - partiu com seu motor de 200cc na Vespa M3 militarizada, a que apelido de "TAP 200". E conta abaixo: 


"Minha viagem rumo à Tiradentes começou no dia 28 de Junho de 2012, às 6h da manhã, com tanque cheio e a Vespa na estrada. Peguei a Rodovia Dom Pedro I e logo na cidade de Igaratá (30 kms longe de casa), no pedágio a Vespa parou. Depois de muitas pedaladas ela pegou, e uns 2 kms à frente ela parou novamente. Dei uma olhada na corrente elétrica e fui para o carburador. Conferi todos os giclês e fui para o filtro de gasolina. Então quando tirei o parafuso, a rosca veio junto. Tive aí que esperar o reboque, para me levar a um posto de combustível mais próximo. Lá arrumei um parafuso maior com um caminhoneiro que se dispôs a me ajudar, e deu certo! Ela pegou e não deu mais nenhum problema! A cada 100 kms de giro eu parava num posto para abastecer. Foram 9 horas de viagem, e quando cheguei em Tiradentes o motor fazia um barulho diferente... Tem história aí, ou melhor, uma moral da história.


Fotografei todos os dias do evento, convivendo com os motociclistas e difundindo o meu trabalho: Vespaparazzi Fotos. No domingo quando estava de retorno por outra estrada, a Vespa parou novamente, e com umas mexidas ali e acolá, ela pegou. Parei a uns 180 kms de Tiradentes. Sabia que a galera motociclista do Vale do Paraíba e do Rio de Janeiro iria passar por mim. Aí parei e fotografei até ao meio-dia na beira da pista. Então montei na guerreira e da-lhe fumaça na estrada. Abastecia a cada 100 kms de giro com gasolina Podium. Parei para o almoço em São Lourenço às 15h, e após o almoço segui viagem. Quando cheguei em Brasópolis apertei o ritmo enrolando o cabo pois queria chegar em casa antes do anoitecer. E finalmente cheguei em Jacareí às 18h30, com um barulho igual: batia tudo. Nos dias seguintes levei a Vespa no Sr.Mario, o nosso médico de Vespas aqui no Vale do Paraíba, e ele constatou que por eu ter usado a gasolina Podium, e ter usado-a sem descanso para o motor, fiquei com deficiência de lubrificação - a gasolina possui aditivos e detergentes, que diminui a eficácia do óleo 2 Tempos no motor. Mas a vespinha não me deixou na mão, ela é guerreira (!!). E aí vai meu toque: NÃO ABASTECER GASOLINA PODIUM EM MOTORES 2 TEMPOS.


E fica a dica aqui para quem quiser me acompanhar. Minha próxima viagem é para Penedo, no sul do Rio de Janeiro, nos dias 03, 04 e 05 de agosto. Esta eu conto depois...
Walter Mariano


Da Viagem de MARCELO CANTO e EDUARDO TIBURTINO

Espantei os meus amigos naquela roda de bar quando afirmei: "neste ano eu vou para Tiradentes de Lambretta". Ouvi: "você é louco etc etc...". Escutei muitas palavras desanimadoras, mas o espírito "lambreteiro" que me capturou pelos 17 anos falou mais alto, daí foi só alegria, repassei minha idéia aos meus parceiros Cristian, e (o guerreiro) Edu, que com sua Vespa M3 não menos firme e forte, topou fazer comigo essa viagem mais inacreditável que os motociclistas que estavam na estrada também a caminho do encontro de motos mais famoso do Brasil já viram. Quando cruzavam pelas estradas sinuosas e serradas do sul de Minas Gerais, buzinavam e acenavam, enchendo os nossos corações de alegria pelo perceptível reconhecimento da bravura dos "aventureiros do sul mineiro", como nos qualifiquei a partir de agora. Saímos de São Paulo no dia 28 de Junho e a nossa viagem foi bastante tranquila, feita num ritmo médio dos 65 km/h. Tivemos alguns minutos junto com o Walter Vespaparazzi, que trabalhava ali com as fotografias do evento. Depois não vimos mais o parceiro vespista.


Enfim, agradeço a você Fidelis que sempre está presente nestas atitudes, e aos antigos e novos amigos da Scooteria Paulista, que a cada dia vão se afinando no que a gente mais gosta: ver o chão passar abaixo de nossos pés, de preferência em cima de uma Lambretta ou uma Vespa.
Marcelo Canto

3 comentários:

Scooteria Paulista disse...

Fotos:

1, 5 e 6 por Marcelo Canto e Edu
Fotos 2, 3, 4 e cartaz por Walter Vespaparazzi.

Anônimo disse...

Que legal o desafio de vocês. Espero que consiga fazer alguma coisa parecida com a minha Valentina (uma Vespa PX200 Elestart 88).

Aproveito para divulgar um possível evento que poderá rolar no mês que vem, aqui no litoral de São Paulo. Assim que tiver mais dados, repasso a noticia em primeira mão por aqui no Blog.

abçs

Túlio

Fernando Fuscazul72 disse...

Grande história, estão de parabéns! Ainda sonho em fazer uma viagem assim com a minha Vespa Super.