Últimas Imagens

domingo, 1 de julho de 2012

I Desafio de Motonetas (Parte 1 - Preparação e Grid)

Na última noite de sexta-feira aconteceu em Paulínia (a 20 kms de Campinas) o primeiro Desafio de Motonetas. Iniciativa de Tatu Albertini (Motonetas Clássicas Campinas) - tendo como mentor ideológico o conterrâneo Ronaldo Topete -, ele ansiosamente deu a partida nas competições amadoras de velocidade em scooters clássicas. E foi bom! Muito bom!


O briefing que estava marcado para as 20h30, começou às 21h. Os competidores foram chegando, ansiosos e preparados para a novidade que veio dar à roça. Algumas motonetas vieram rodando de suas cidades, foi o meu caso junto do Kavera, viajamos 220 kms ao todo. Foi o caso do Tatu, do Dário e do Gustavo, rodando da vizinha Campinas. E o Ricardo Moreira, que veio rodando, dessa vez para dar aquele apoio, sem intenções de competir. Rebocadas vieram também de Campinas os nomes: Flavio e Beto, trazendo duas PX corredeiras na Kombi da Cristaleria Araguarina, e o Rei de Jaú, a lenda Carlos Murari, um dos primeiros a chegar com sua Lambra campeã daqueles anos de ouro do scooterismo nacional. De Jundiaí o Serginho Pasqualini com sua Standard D e o Rodrigo de Agostinho. E de Atibaia, o Leo Carradori, trazendo outra racer de época, a LI do Peixinho, antigo competidor de Santos.


Foi repassado aos pilotos as regras e dicas básicas da competição (cuidados especiais, cores das bandeiras, respeito, atenção etc) e às 21h todos ligaram seus motores para os 20 minutos de reconhecimento de pista. Já nesse momento a minha #55 disparou a acelerar na entrada da pista, queimando rapidamente as embreagens; perdi a máquina logo cedo. A competidora dos tempos de ouro, Lambretta preparada de número #56, na hora "h" também não pegou grid. Com problemas no carburador, ela não saiu dos boxes, apesar de todo o esforço do Leo Carradori e amigos em fazê-la funcionar. Duas motonetas já estavam desclassificadas nesse momento. Depois de algumas voltas o Kavera apareceu no "box" e gentilmente, num gesto raro de amizade, me emprestou a sua #66. Depois de alguma relutância parti para a pista com ela, mas somente para a bateria de classificação (10 minutos de voltas), na promessa de conseguir uma boa colocação e honrar a moto. E foi assim: peguei a Pole e o Kavera largou na ponta. O fotógrafo Alessandro Soave abdava pela pista captando vídeos e fotos de toda a movimentação. À beira dela amigos e curiosos fazendo fotos com aparelhos celular e máquinas de bolso. A alegria era geral, e o primeiro Desafio de Motonetas estava lançado, e a "nova" geração de corredores se revelava.

GRID DE LARGADA

1. Gustavo Kavera (/pole por Fidelis) - n.66 (Vespa PX200)
2. Flavio Barbie - n.88 (Vespa PX200)
3. Dário Gonzales - n.13 (Vespa PX200)
4. Serginho Pasqualini - n.57 (Lambretta Standard D)
5. Beto - n.24 (Vespa PX200)
6. Gustavo Delacorte - n.74 (Vespa PX200 do Tatu)
7. Tatu Albertini - n.01 (Lambretta LI)
8. Carlos Murari - n.88 (Lambretta LI)
9. Rodrigo de Agostino - n.69 (Lambretta LD)

Sem classificação: Leo Carradori - n.56 (Lambretta LI)
Sem classificação: Marcio Fidelis - n.55 (Vespa Originale 150)

56 (Lambretta LI) do Leo, corredora do Peixinho nos anos 60
Box coletivo
Da bateria de classificação
Beto,Murari,Tatu e Rodrigo se preparam pra bateria classificatória
Gustavo Delacorte e Rodrigo de Agostinho: saindo da "meia-reta-oposta"
69 do Rodrigo Augustinho, sem sensor eletrônico da Lambretta, largou atrás
  
Flavio com 88 e Serginho na 57

Tatu fazendo o penúltimo tempo no placar
Fidelis à caça da Pole Position para o Kavera, fazendo fotos na pista
A notícia da Pole da 66

Amanhã postaremos notícias e impressões sobre os pilotos e corridas. Pedimos a todos informações, fotos e toda espécie de dados, para que possamos registrar e compartilhar esse acontecimento em sua realidade. Envie-nos infos para o próximo post sobre o primeiro Desafio de Motonetas no email: scooteriapaulista@gmail.com

4 comentários:

Animal Taylor disse...

Se eu nao participar da próxima corrida, corto os pulsos! Rs

Isso deve ter sido divertido demais. Parabéns a todos!

Gustavo disse...

Foi muito legal! Muito respeito de todos na pista, com cuidado pra não acontecer nenhum acidente, mas todos acelerando suas motonetas dentro de seus limites! Mal posso esperar pra próxima!

Anônimo disse...

Que barato!! Só vocês pra fazer uma coisa dessas!! Tinha que sair na Moto Adventure essa aventura...

PJ Lammy

Scooteria Paulista disse...

FOTOS:

Rodrigo Soave: 1,2,3,4,6,7,8, 9,10,11,12,13.
Kavera: 5