Últimas Imagens

domingo, 11 de setembro de 2011

SPRINT 77: Rock Nacional Para Andar de Vespa


"Eu não vou parar, eu não vou voltar
Eu só vou parar se minha Vespa desmanchar no ar"

O Sprint 77 fazia barulho e fazia fumaça. Esse foi um projeto feito por scooteristas e que ergueu a bandeira. As primeiras canções surgiram no início de 2008 e meses depois elas chegaram aos palcos de São Paulo, Itatiba, Campinas e Valinhos. O trio era formado por Nei na guitarra, Ado no baixo e eu, Fidelis, na bateria. Essa era uma banda essencialmente Mod, com influências de Jovem Guarda, Garage-Punk, Soul Music e Oi. E basicamente cantávamos sobre a nossa paixão por São Paulo e pelas motonetas. Naquela ocasião, aonde havia um show da gente o que não faltavam eram as Vespas na porta. Foram os tempos do I São Anivespaulo e d'Os Tralhas Scooter Clube. E foram bons! O Sprint 77 acabou de repente no final de 2009 e deixou a muitos inspirados com canções marcantes como Eu Vou de Vespa (Ou de Lambretta), James Brown, São Paulo, Tião e Sua Lambretta, Zóide Attack, dentre outras. E finalmente algumas dessas canções estão disponíveis na internet. Gravadas ao vivo no Estúdio Quadrophenia (São Paulo) no final de 2009, e a quem possa interessar, clique no link abaixo e ouça os temas feitos para pilotar:


"Pode fazer frio, chover ou nevar, esfumaçando vou poluindo o ar
Vou de Lambretta ou de M3, de PX200 oitenta e seis"
(Poluindo o Ar)
*
"Se quebrar a minha Vespa eu levo ela no Tião
Mas de Calhambeque eu não ando não
Não sou o Roberto para andar de carango
Nas perigosas curvas das estradas de Santos"
(Poluindo o Ar)
*
Pessoas se confundem não sabem onde estão
Pessoas vão e vem entre a multidão
Garotas bem vestidas tentam fugir do mal tempo
Os garotos descalços passeiam pelo Centro"
(Tudo Muda Num Segundo)
*
"Sigo só deixando um rastro de fumaça no ar
Pelas ruas de São Paulo, aqui é o meu lugar!"
(São Paulo)


7 comentários:

Anônimo disse...

o SPrint77 fez a minha cabeça e ate hoje eu estou guardando dinheiro para comprar uma vespa, vi o show de voces no inferno clube em são paulo, com o relespublica e o nasi vocalista do ira. aquele dia mudou muita coisa pra mim. mas voces tem que tocar de novo por favor. nao se fazem mais bandas tao coerentes assim.

Martins Doctor Martens

GRINGO/CVMC disse...

Que tal TCHÊ, Fidelis, além de articulador scooterista és um excelente músico.
Parabéns do Gringo da CVMC...se lembra de mim???

Marcio Fidelis disse...

Olá Gringo, obrigado pela observação, nunca me considerei músico mas até q consegui dar conta do estilo The Who de bater latas...rs Lembro de você sim, mas talvez não visualmente.

Martins obrigado por ter escrito tb. Que preza, vc esteve naquele show do Inferno Club. Aquele dia foi legal pacas, a gente fazia uma versão de "Coração" do Ira, e quando o Nasi apareceu no show a gente ficou miudinho e nem tocamos ela...kkkkkk melhor não passar carão tocando errado a música do cara né...kkkk. se quiser ajuda para localizar uma Vespa pra vc, dá um toque.

valeu pessoal abraço, e boa música ao ritmo do 2T

Marcio Fidelis

Anônimo disse...

Fidelis, sou o Gringo da vespa vermelha da CVMC cheia de adesivos, Charles Montemezzo. Discutimos na ocasião sobre os "plágios" em fim...aquela confusão com Fábio, graças a Deus passou aqui no RS tudo em paz, a gurizada está encanada agora pro Mercosul, tão indo para Argentina no encontro de Quilmes. E para o SC em Lambretta e vespa vocês estão planejando vir??? Caso sim conversamos por lá.
E viva as vespas!!!
Abraço do Gringo.

Marcio Fidelis disse...

Claro Gringo, estou bem apertado de grana aqui, me virando nos trinta pra manter a gasolina e o aluguel em dia. de qualquer forma farei o possível para descer pra SC com quem mais estiver disposto. fico feliz q o pessoal esteja curtindo estradas afora, isso é viver a vida, e sem contar q a cerveja é boa heheheheheh. valeu gringo, abraço, até breve.

Marcio Fidelis

Leo_Dueñas disse...

Fidelis, sou antigo, aonde posso comprar um CD da Sprint 77?

A coluna estourou de vez, não ando de Vespa faz mais de um mês e, - argh - vou de carro todo santo dia pro trabalho. Os versos crús e a batida ritmada com o 2T seriam um alento para este encaretado sujeito.

Quando a coisa aqui clarear que te fazer uma visita.

Saudações scooteristas,
Leo

Marcio Fidelis disse...

Oi Leo, desculpe man, só hoje que li seu comentário aqui. Então, não deu tempo de sair o CD. As gravações que temos é ao vivo no estúdio quadrophenia, e não chegamos a queimar os CD's. Uma pena.

Quando puder venha sim Leo, estou na Mooca, aonde funciona o scootório rsrsrsrs.

abraço leo, até breve

Marcio Fidelis