Últimas Imagens

quinta-feira, 31 de março de 2011

Old Scooters and Girls #2



Segue mais uma foto compartilhada pelo vespista joseense Carlos Guerreiro. A adolescente na Lambretta LI é a Maria Aparecida do Prado, prima do seu primo Erlande Lemes, um veterano da classe. Em meados de 1974 Erlande descia de São José dos Campos para Santos com seu Lambretão, e resolveu dar uma parada no sítio de uma tia, na cidade de Suzano. Daí veio a foto. O progresso passou por cima de tudo isso, e hoje esse mesmo sítio está debaixo do asfalto da Rodovia Ayrton Senna.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Calendário Maxicar 2011

Pra quem ainda não tem um calendário de mesa a nossa sugestão ao scooterista é baixar gratuitamente o calendário do portal Maxicar da série "Encontros". Nele está em destaque uma das fotografias feitas no nosso tiro ao litoral, o I Raduno da Primavera 2010.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Old Scooters & Girls



Pra quem sentiu falta das mulheres paulistas nesse resgate histórico, compartilho aqui esse registro que trago do álbum de fotos Picasa da família Carreira e Correia. A foto é da primeira metade dos anos 60, feita em alguma cidade do interior de São Paulo.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Lambretta no Lata Velha #1


Esse senhor, o Luiz Carrieri Filho, é um exemplo de superação para a humanidade pós-moderna. É também para nós, que estamos tocados com sua prova de paixão pela sua Lambretta LI. Nascido em 1951 na pequena cidade de Monte Alto (SP), o Sr. Luiz nunca pôde andar devido a Paralisia Infantil. Apresentado aos leitores pelo motociclista Youssef, esse vídeo foi editado pelo filho do protagonista, Edson Carrieri, com quem o Anderson Ballet vem mantendo contato. A partir de agora faremos o nosso possível para ajudá-lo nessa campanha de restauração da Lambretta LI do pai. A minha primeira sugestão é que todos escrevam (por email ou carta) para o programa Lata Velha (do Luciano Hulk na Globo). E minha segunda sugestão é unirmos oficinas e scooteristas clássicos para viabilizarmos esse restauro da maneira mais fiel às origens da motoneta.

"Queira!
Basta ser sincero e desejar profundo,
Você será capaz de sacudir o mundo,
Tente outra vez!"

segunda-feira, 21 de março de 2011

Ecos do Cambuci



Pra quem vem sentindo falta das Vespas nesse resgate das memórias paulistas, aqui vai uma. Trata-se provavelmente de uma M3. Trago essa foto do blog Ecos Antigos, aonde o autor Sergio Herculandia conta que em 1961 ele havia se mudado para a capital São Paulo, para trabalhar na Vilares. E a foto acima teria sido feita na Vespa de um amigo, no bairro do Cambuci - na rua Alexandre Levy -, um bairro que enterrara centenas de histórias sobre a Revolução Operária, revoltas populares, sindicais e sobretudo as anarquistas do início do século XX.

quinta-feira, 17 de março de 2011

A Lenda da Lambretta de Interlagos (1967)


Essa foto foi cedida pelo amigo Carlos Guerreiro, quem compartilhou comigo um dado interessante a respeito dela. Seu primo Erlande Lemes, o cabeludo acima, em meados de 1967 adquiriu essa Lambretta Standard num rolo com seu velho Citroën 1951. Diziam na época que a peça recém-chegada em São José dos Campos era na verdade uma Lambretta de corrida e que no início da década havia participado de diversas competições no Autódromo de Interlagos. Uma história convincente, até porque nesse período de ouro as adaptações eram feitas no motor, e quase nunca na aerodinâmica ou na estética. Como bem reparou o carioca hermano Leo Dueñas numa postagem de janeiro sobre o grande campeão da categoria, Diego Escalona: "surpreende-me que ele corria inclusive com o escudo original na Standard. Um arrasto extra considerável". Depois de dois anos de giros pela região do Vale do Paraíba, Erlande Lemes trocou a Standard por uma Lambretta LD, e mais tarde por uma LI, finalizando seu ciclo sobre duas rodas anos mais tarde numa motocicleta japonesa, a tendência das décadas seguintes. Hoje o nosso veterano ainda vive em São José dos Campos, a 85 kms da capital paulista. A Lambretta não se sabe.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Vavá, o Peito de Aço (1963)

Futebol x Lambretta

Algumas pessoas vieram me perguntar a respeito dessa foto depois que a destaquei no cartaz do III São AniveSPaulo. Pois bem. Há alguns anos descobri ela no site do comentarista esportivo e apresentador Milton Neves. Trata-se do ex-atacante Vavá, o Peito de Aço. Vavá foi bi-campeão mundial pela Seleção Brasileira de Futebol nos anos de 1958 e 1962. Sua notoriedade adveio dos tempos de Vasco da Gama, durante os anos 50, mas essa Lambretta da foto entrou na sua vida nos seus anos de Palmeiras (1961-1963). Realizei uma longa pesquisa procurando por jornais e revistas da época, e também em sites de boleiros nostálgicos, mas não encontrei nenhum documento que apontasse para esse fato. Há alguns meses, bebendo umas cervejas num bar de São Paulo puxei esse assunto com alguns senhores boleiros de outras décadas. Bem, eles também nada sabiam de concreto, mas me apontaram uma hipótese. Durante os anos 60 a indústria automobilística crescente premiou centenas de jogadores e artistas com seus veículos, afim de promovê-los à massa. A especulação mais convinvente desse papo ainda em aberto é a de que naquele ano de 1963 o Palmeiras havia ganho o Campeonato Paulista, e motivado pela identidade italiana do clube, ou também pela proximidade de ambas as instituições (bairros Lapa x Pompéia, zona oeste de São Paulo) a Lambretta do Brasil presenteara cada jogador palestrino com uma Lambretta LI, e daí a origem dessa foto, cuja hipótese nos levara a crer que tenha sido puramente promocional. Bem, tudo isso só aguçou ainda mais a minha curiosidade e provavelmente aguçará a sua também. Se você tiver mais informações por favor escreva e contribua com as investigações. A história do futebol e do scooterismo agradece.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Álbum de Família (1966)



Para o fim de semana que chega deixo para o deleite dos mais nostálgicos essa fotografia do álbum da família do Marcos Antonio Carlos, em alguma cidade de SP. A Lambretta é uma LD, o ano é 1966, e a fonte dessa foto chama-se Sergio Serra.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Moto Moreno - Mooca (1959)



No início desse ano postei aqui duas fotos e um breve relato histórico sobre o Diego Escalona, o grande campeão do motociclismo nacional, do tempo em que se corria com Lambrettas. Pois bem, os bastidores dessa história trago do site do próprio. Durante a segunda metade dos anos 50 pai e filho trabalhavam na Lambretta do Brasil. Em 1958 seu pai deixou a fábrica afim de montar a própria oficina, aplicando o seu conhecimento em recuperação de motos antigas, adquirido quando ainda viviam na Espanha. O primeiro endereço foi na Rua do Oratório, no bairro da Mooca. Por alguns anos eles tiveram uma filial no bairro do Santo Amaro e também no Brás. Hoje em dia Diego Escalona possui uma conceituada oficina na Vila Pompéia chamada San Diego Motos. Na foto acima vemos o jovem Diego de camiseta branca, e seu pai, Francisco Moreno, atrás do balcão. Essa foto muito provavelmente é de 1959, ainda no bairro da Mooca, zona leste da capital de SP. Não, não é um buteco. Temos aí uma oficina de duas portas com pelo menos seis funcionários e quatro Lambrettas modelo LD e diversos acessórios espalhados pela loja - nariz e bagageiro identificáveis -, um grande momento, das motonetas, e da cidade de São Paulo.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Circuito das Motonetas de Interlagos - Vídeos

A scootergirl Rosa Freitag liberou os vídeos dos 'bastidores' do inesquecível Circuito das Motonetas de Interlagos, o Lado B do grande dia. São vídeos curtos que apresentam momentos inesquecíveis daquele 16 de janeiro de 2011. Acima, o momento em que conseguimos a liberação do Box 20 da pista, por volta das 16h. Abaixo, havíamos acabado de dar as quatro voltas no autódromo e estávamos em frente ao podium, em meio aos torcedores, equipes e mídia. Um buzinasso em homenagem ao campeão das 500 Milhas de Interlagos:





E por fim, o momento em que deixávamos a pista de Interlagos, gratificados, de alma lavada, com a melhores lembranças para se guardar por toda uma vida: