segunda-feira, 11 de julho de 2016

IV GIRATA D'INVERNO

No último domingo de julho visitaremos uma das cidades mais necessárias na história da formação do Brasil. Tão perto de nós, tão esquecida, pouco sabida: SANTANA DE PARNAÍBA.


IV GIRATA D'INVERNO
Data: 31 Julho 2016
Saída: Posto Shell ao lado da Ponte do Limão, as 9h da manhã.
Destino: Centro histórico de Santana de Paranaíba
Volta: 15h.

Cobertura completa da DISCOVERY TURBO, para o programa Turbinados.

Apoios e patrocínio em aberto. Interessados escrevam para scooteriapaulista@gmail.com

Evento aberto, exclusivamente às motonetas clássicas. Prepare sua Vespa, Lambretta, Bajaj, Cezeta, Bella, etc, e simbora nesse enxame conhecer um pouco das raízes da história do Brasil.

Arte por Leonardo Russo

sexta-feira, 8 de julho de 2016

SÃO PEDRO LAMBRETEIRO #2 - O Relato

No final de semana passado aconteceu a segunda edição do São Pedro Lambreteiro, evento realizado pelo Motonetas Clássicas de Campinas, que contou com a participação de da Scooteria Paulista. Trata-se de um evento de cunho mais non-sense do que religioso, e o intuito em si está para as motonetas e sua cultura. E Gabriel Corazzin, ex-integrante do MCC e hoje tesoureiro da SP, é quem narra as festividades do final de semana.


Sábado pela manhã partiram rumo à cidade de Campinas os scooteristas Rafael Assef, Fernando Pastorelli, Carlos Volpato, Gabriel Forte e Gabriel Corrazzin com suas Vespas. Tudo ocorreu bem até aproximadamente o km 60 da bandeirantes, quando a PX200 do Gabriel Forte acabou parando, mas depois de alguns apertos de parafusos descobrimos que o problema devia ser excesso de óleo na gasolina, trocamos a gasolina e seguimos viagem até a Sede Campestre do MCC no bairro de Souzas. Lá encontramos os caras do MCC, além do pessoal de Salto com suas belas Vespas. Nesse dia fomos fazer uma trilha com nossas máquinas no Pico das Cabras, e por incrível que pareça, não houve nenhuma queda e nem um pneu furado. Voltamos para a Sede Social do MCC mais tarde, quando encontramos o Rafael Favero, que foi com sua esposa Tânia na velha PX de guerra, e o Reginaldo, Rose e Delacorte, além do Daniel Turiani, que dessa vez foi de BMW.



A turma do Motonetas Campinas organizou uma festa junina incrível com direito a quitutes, bolo de fubá, paçoca, caldos e tudo mais. Dada hora vieram com a ideia de uma hilária corrida de sacos, com muitos tombos e risadas, e uma fogueira para esquentar do frio e da serração!



Domingo de manhã partimos em aproximadamente 10 motonetas para a cidade de São Pedro prestigiar uma tradicional festa com mais de 100 anos em homenagem ao santo que dá nome à cidade. No caminho alguns problemas, mas o único mais grave foi com a vespa do Favero que teve um problema no volante do motor e acabou tendo de ser levada pela carreta do Reginaldo, que gentilmente cedeu sua PX para o Favero e sua esposa seguirem a viagem de motoneta! Na festa muita comida, bebida, e aquele clima típico do interior que nós de São Paulo particularmente adoramos para fugir do stress da selva de pedra.



Após o almoço o Volpato, Assef, Pastorelli e Corazzin já rumaram de volta à capital, já que teriam de encarar mais de 200 km de estrada. Gabriel Forte já havia voltado pela manhã. Foi uma viagem sem problema algum, num ritmo forte, e às 18h eles já estávamos em São Paulo. 

Já o pessoal do MCC, junto com aqueles que ficaram, foram visitar a Serra de São Pedro, que tem uma bela vista das montanhas da região, voltando para suas cidades logo após esse passeio.


Gostaríamos de parabenizar mais uma vez o Motonetas Clássicas de Campinas por esse evento que já está se consolidando no calendário do Scooterismo clássico nacional, e agradecer pela receptividade. Esse é um evento diferente, como acontece em dois dias acaba levando um número menor de motos, mas tem um clima bem mais intimista, com o pessoal acampando em volta da fogueira, e tendo uma noite inteira para trocar ideias e experiências, e fortalecer cada vez mais os laços entre esses clubes! Parabéns a todos os envolvidos!!! E que venha agora a Girata D'Inverno no dia 31 de Julho.


Relato por Gabriel Corazzin
Fotos por Alessandro Poeta e amigos (pedimos que se identifiquem)
Veja mais fotos no FB do MCC

domingo, 26 de junho de 2016

II SÃO PEDRO LAMBRETEIRO

Nesse fim de semana acontece em Campinas a segunda edição do São Pedro Lambreteiro, um evento diferente, cultural, non-sense, para Lambrettas, Vespas e motonetas clássicas em geral. E é lá que abrimos as atividades de julho.


Sairemos de São Paulo as 9h, do sábado:

02/07 às 9h no Largo do Arouche, e saída 9h30 rumo ao Auto Posto Colina (Rua dos Radialistas, 51 - em frente a padaria Recanto dos Pães) e saída desse posto rumo à Campinas às 10h.

Dormiremos em Campinas, leve sua barraca e cobertor!! Há hotéis bem próximo da base.
Prepare sua motoneta e vamos! Dúvidas na página do evento:
https://www.facebook.com/events/1734534323484679/?ref=ts&fref=ts

sábado, 21 de maio de 2016

SANTOS EM PB


Nos anos 60 e 70 aconteciam, por todo o Brasil, corridas de Lambrettas e Vespas, algumas em autódromos, mas a maioria esmagadora, nas ruas mesmo. E essa geração de Santos foi campeoníssima naqueles tempos, e da mecânica Quim saíam umas tantas "corredeiras". Na foto, da esquerda para a direita, está o Polenta, o Toninho, um funcionário da oficina, e o próprio Quim.

Essa postagem é em homenagem ao Tatu Albertini, Roberto Privato, e Murari Jr, os três brasileiros, de Campinas e Araraquara, que partem hoje para a Europa correr o maior Desafio de Regularidade do mundo, na Espanha, além dos encontros com os clubes da Espanha, Áustria, Alemanha etc. Siga as notícias no grupo do Motonetas Clássicas Campinas.

(Gostaríamos de mais informações sobre essa foto, como quem a fez, contos sobre essa turma, essa oficina, essas motonetas de corrida.)

segunda-feira, 25 de abril de 2016

SP EM 2T FESTIVAL - 6 ANOS DE SCOOTERIA PAULISTA

O sexto aniversário da Scooteria Paulista foi histórico pra gente, e pro rock da gente. A união de duas frentes deu um grau nos novos tempos. Esse evento foi batizado de SP EM 2T, porque comemoramos com festa ou viagem a data, e depois de anos suspenso, o ressuscitamos, para uma terceira e gloriosa edição, essa que dialogou com o aniversário de 70 anos da Vespa. Quase trezentas pessoas passaram pela Trackers, e quase 70 motonetas tomaram o garajão e a calçada do prédio que outrora fora referência em diversões circenses, boleiras e gastronômicas.


O evento marcado para começar as 16h sofreu um atraso de uma hora devido às coisas do som. Aos poucos ele foi acontecendo. E deu tudo certo! Da Sede da SP saíram umas quarenta motonetas para um passeio na cidade. E na Trackers, aos poucos ou aos montes chegavam: Leo Russo e Claudia, Vitor Hugo, Corazzin, Assef, Koré, Diego Pontes e Cintia, Chico Oliveira e seu sidecar, Gustavo Delacorte e Karla, Sergio Andrade, Samuel Charelli e Illa, Everton Mendes, Diogo Reis e Marli, Caio Cesar, Vanessa Vanites e Nano, Sr.Artur Biscaia, Adriano Stofaleti e Débora, Carlos Volpato, Gabriel Forte, Eliseu Beneti, Aurélio Martimbianco, Reginaldo Silva e Rose, China e Leika, Nano Aliaga, Animal Taylor e Larissa, Diogo Vinicius, João, Senna, Viola, Erik Aguiar, Claudio Dall Amico, Daniel Orellana, Ciro, Goo, Fernando Castañeda, todos da Grande São Paulo, Tatu Albertini de Campinas, e Julio Cesar, de São José do Rio Preto. Tem mais aí, bem mais, me desculpem não lembrar o nome agora mas peço que me escrevam aqui nos comentários para corrigir em tempo.


A Staff da Trackers trabalhava a mil, depois de quatro dias seguidos de festas naquele espaço histórico e cheio de mistérios da velha São Paulo. A equipe da SP se revezava nos pontos-chave do financeiro da festa, reunindo nota a nota para honrar, ao final, os alto custos do evento. Trabalhando na portaria, stand, caixa do Primo, stand da Uniland, no relacionamento e nas projeções, éramos: Leo Russo, Gabriel Corazzin, Vitor Hugo, Adriano Stofaletti, Koré, e eu (Fidelis), com Gabriel Forte, Caio Cesar e Pastorelli na contenção. 






As 18h30 o GASOLINES sobe ao palco, para a mais intensa apresentação que já vi em doze anos que acompanho a banda. Deram tudo de si, soaram, sangraram, estavam possuídos. Já não é mais surf music aquilo. É um novo estilo híbrido, pesado, tribalista, espiritual. A banda atualmente conta com Kanashiro na guitarra, Barbosa na bateria, Saico nas maracas, performance e vocal, Carlinhos Costa no baixo, e Rapé na percussão. Incríveis! (Primeira foto do post).

As 20h30 então foi a vez dos fabusosos DEAD ROCKS acompanhando o guitarrista italiano LORENZO SURFER JOE. Foi toda uma hora da mais pura e bem-executada surf music. Autorias do italiano, dos paulistas, de outros ícones do estilo, e até mesmo do velho sambista Cartola. Foi delirante, como sempre os Dead Rocks desmontam a banca toda sem dizer nada. A banda é de São Carlos/SP, e é composta por Johnny Crash na guitarra, Marky Wildstone na bateria, e Paul Punk no baixo.


A festa ainda se estenderia até quase meia-noite, entre amigos do clube e do rock, ouvindo discos e baixando o estoque de brejas da Uniland. Pagamos a banda, os envolvidos, brindamos no limite dos nossos fôlegos. E sem muita noção do amanhã, tocamos para uma bebedeira na Sede da SP, arrastando os Trackers managers Rubens Peterlongo e Julio Barata. 














De tudo isso fica a nossa imensa alegria e ressaca. Muito obrigado a todos os scooteristas clássicos e roqueiros presentes. E obrigado pelo presentes, quem dispensou um pouco do seu tempo, dinheiro ou talento, para nos deixar alguma lembrança física. Valeu Tatu Albertini e Julio Cesar por tanta estrada apoio. E aos membros da Scooteria Paulista, que mantém essa casa cheia e produtiva, interferindo da melhor forma num feixe dessa sociedade, seus veículos, suas músicas. E o mais importante aqui, isso tudo aconteceu graças a esses parceirassos:






Mais fotos em nossa página no FACEBOOK
Texto: Fidelis
Fotos por Luiz Costa
(Dead Rocks por Fernanda Coronado)

domingo, 10 de abril de 2016

SP EM 2T - 06 Anos de Scooteria / 70 Anos da Vespa


No último domingo de abril, dia 24, a SCOOTERIA PAULISTA faz grande festa de 6 anos e, claro, celebra os 70 de VESPA! O evento acontece no andar térreo da TRACKERS a partir das 16h e segue até a noite com shows  de rock instrumental: 

SURFER JOE (Livorno/ITA)

E com os DJs: Everton Mendes (ABC Reggae Boys), Cintia Sixtie, Ranch-O-Rama, Rubens e Barata.
Com exposições de motonetas de rua, stands, pratos do Primo, brejas especiais da Uniland, projeção, sorteios e premiações da categorial relativo aos últimos três anos da cena dois-tempista paulista.

Tome nota:

15h — PASSEIO da SEDE DA SCOOTERIA rumo à TRACKERS. (Rua Visconde de Inhomerim, 722)

16h — ABERTURA da casa (Trackers fica na rua D. José de Barros 337, Centro SP)

22h - Encerramento
————///————

PATROCÍNIO, COMES E BEBES NO EVENTO:


————///————

APOIO:

————///————

6 ANOS DE SCOOTERIA PAULISTA (SP EM 2T)
Domingo 24/4/16 das 16h às 22h
ENTRADA — R$ 10 / CENSURA 14 ANOS
(2 tempista com motoneta não paga)

TRACKERS TÉRREO — Rua Dom José de Barros, 337

11 95497-8344
Use Instagram #ScooteriaPaulista

Arte por Alessandro "Saico" Padovano